Portugal

Polícia do Chade dispersa manifestações contra junta militar

As autoridades militares proibiram na sexta-feira reuniões agendadas pela Wakit Tamma, uma coligação de partidos de oposição e representantes da sociedade civil, que convocou manifestações contra o Conselho Militar de Transição (CMT), liderado pelo filho de Idriss Déby, Mahamat Idriss Déby, que concentra quase todos os poderes.

De acordo com a Agência France-Presse (AFP), a polícia está "fortemente destacada" nas ruas da capital e no 6.º distrito de N'Djamena, no sul da cidade, usou gás lacrimogéneo para dispersar uma tentativa de comício na First Africa Square.

A norte, no 5.º distrito, um pequeno grupo de manifestantes queimou bandeiras francesas, divulgou a AFP.

A França foi acusada pela oposição de apoiar o novo poder, depois de o Presidente Emmanuel Macron ter estado em N'Djamena para se encontrar com as novas autoridades, por ocasião do funeral do marechal Déby, tendo sido o único chefe de Estado ocidental a marcar presença.

Desde a morte do Presidente Déby, Mahamat Idriss Déby dissolveu a Assembleia Nacional e assumiu o título de Presidente da República, apoiado por 14 generais leais ao seu pai.

Em 27 de abril, seis pessoas foram mortas em N'Djamena e no sul do Chade, segundo as autoridades, nove segundo uma ONG local, durante manifestações convocadas pela oposição e pela sociedade civil, e proibidas pelas autoridades. Mais de 600 pessoas foram presas.

No último domingo, a junta militar instituiu por decreto um Governo de transição composto por 40 ministros e secretários de Estado, estando quase todos os cargos nas mãos de membros do Movimento de Salvação Patriótica (MPS), partido de Idriss Déby.

Dois membros do partido do adversário histórico do Marechal Déby, Saleh Kebzabo, entraram no Governo de transição.

Leia Também: Governo do Chade diz que rebeldes estão em "debandada"

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Football news:

Smertin recalls Euro 2004: he almost fought in the joints, defended against the young Cristiano and understood the excitement of the Bridge
Gareth Southgate: We shouldn't be football snobs. In matches with top teams, diversity is important
Leonid Slutsky: I am still sure that the Finnish national team is the outsider of our group. They were very lucky against Denmark
I'm not a racist! Arnautovic apologized for insulting the players of the national team of North Macedonia
Gary Lineker: Mbappe is a world-class star, he will replace Ronaldo, but not Messi. Leo does things that others are not capable of
The Spanish fan has been going to the matches of the national team since 1979. He came to the Euro with the famous drum (he could have lost it during the lockdown)
Ronaldo removed the sponsored Coca-Cola at a press conference. Cristiano is strongly against sugar - does not even advertise it