Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Biden mantém vantagem sobre Trump para eleições de 2024 nos EUA, mostra Reuters/Ipsos

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, continua em vantagem sobre os possíveis adversários republicanos Donald Trump e Ron DeSantis, à medida que as eleições de 2024 se aproximam, de acordo com uma nova pesquisa Reuters/Ipsos.

Mas há riscos potenciais à frente para Biden caso a situação na fronteira sul norte-americana piore, segundo a pesquisa.

Entre os eleitores registrados, Biden superou Trump, seu antecessor na Presidência, por 6 pontos percentuais em um confronto hipotético, 44% a 38%, com uma vantagem que se abriu nos últimos meses. Em uma pesquisa da Reuters/Ipsos em meados de março, Biden estava 5 pontos à frente de Trump, depois de ficar 3 pontos atrás do ex-presidente em fevereiro.

A última pesquisa coletou respostas de 4.410 adultos norte-americanos em todo o país. Para os eleitores registrados, a margem de erro é de dois pontos percentuais.

Nas primárias republicanas de 2024, Trump mantém uma liderança dominante sobre o governador da Flórida, Ron DeSantis, que deve anunciar sua candidatura nas próximas semanas.

Cerca de 49% dos republicanos registrados escolheram Trump, mais que o dobro do apoio de DeSantis, em 21%. O ex-vice-presidente Mike Pence foi apoiado por 5% dos republicanos, com a ex-governadora da Carolina do Sul Nikki Haley, o empresário Vivek Ramaswamy e outros obtendo ainda menos. Cerca de 10% por cento disseram que não sabem qual candidato apoiarão.

Biden, um democrata que anunciou sua candidatura à reeleição no mês passado, teria uma ligeira vantagem com os eleitores independentes sobre um oponente republicano, mostrou a pesquisa, impulsionada por suas posições sobre o aborto e a violência armada, com 63% sendo menos propensos a apoiar um candidato que apoie restrições severas ao aborto e 67% dizendo que estão mais inclinados a apoiar um candidato que apoie leis mais rígidas sobre armas.

Mas a questão dos imigrantes que entram nos Estados Unidos vindos do México representa um perigo potencial para o presidente.

Na pesquisa, 64% dos democratas e 93% dos republicanos disseram ser a favor de um candidato presidencial que apoia medidas mais duras para proteger a fronteira. A maioria de ambos os partidos também disse estar preocupada com o aumento do fluxo de imigração devido à suspensão da medida Título 42.

Os entrevistados da pesquisa que se autodenominaram independentes continuam insatisfeitos com os confrontos potenciais para 2024. Em uma hipotética disputa Biden-Trump, 15% dos independentes registrados disseram que votariam em “algum outro candidato” e 9% disseram que não votariam.

Por Jason Lange e James Oliphant