Angola

China acusa Trump de atacar OMS para desviar a atenção

Trump ameaçou na segunda-feira cortar definitivamente a contribuição dos Estados Unidos para OMS, suspensa desde Abril depois de Trump criticar a forma como a organização geriu a pandemia de Covid-19 e acusá-la de ceder às pressões da China.

Questionado sobre a ameaça, um porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Zhao Lijian, considerou que ela tem por objectivo "manchar os esforços da China no combate à epidemia" para não enfrentar as suas próprias responsabilidades.

O porta-voz exortou Washington a "deixar de lançar a culpa" para a China e a concentrar-se antes a combater o novo coronavírus, cujo epicentro é neste momento nos Estados Unidos, que registam mais de 1,5 milhões de infectados e 90 mil mortes.

Donald Trump acusou na segunda-feira a OMS de ser "uma marioneta da China" e divulgou no Twitter uma carta que enviou ao director-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus, ameaçando tornar permanente o congelamento temporário de contribuições dos Estados Unidos.

O orçamento da OMS é fixado por períodos de dois anos. Em 2018 e 2019 ascendeu a 5,62 mil milhões de dólares.

Os Estados Unidos são o maior contribuinte para o orçamento desta agência da ONU, com 553,1 milhões de dólares naquele período, entre contribuições obrigatórias e voluntárias, que comparam com 7,9 milhões de dólares pagos pela China.

Football news:

Manchester United and Manchester City will compete for Coulibaly and Skrinjara
Juventus and Manchester City are the leaders in the fight for Adam Traore
Pep Guardiola: I Want Messi to stay in Barcelona
Kike Of Setian: Of course, we can win the championship. This is evidenced by facts and mathematics
Bartomeu on Messi: We have to renew the contract. Leo told me that he wants to finish his career at Barca
Chelsea are willing to pay Havertz 8 million euros a year and will soon start negotiations with Bayer
Showsport - about the crisis in Barcelona: Bartomeu set up Setien, star senators impose tactics on coaches