Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Combates irrompem no sudeste do Sudão após avanço das RSF em Cartum

O Exército do Sudão confirmou nesta segunda-feira que o grupo paramilitar Forças de Apoio Rápido (RSF, em inglês) rivais tomaram a base principal de uma bem equipada brigada policial em Cartum e há relatos de combates espalhando-se pela primeira vez para o Estado do Nilo Azul, perto da Etiópia.

As RSF disseram ter capturado dezenas de veículos blindados e picapes após tomar o quartel-general da Polícia Central de Reserva no domingo, consolidando sua posição no sul de Cartum, onde vários acampamentos militares importantes estão localizados.

O Exército apoiou-se na Polícia Central de Reserva para combates terrestres em Cartum, onde lutou para conter as unidades móveis das RSF que rapidamente se espalharam pela cidade quando os combates começaram em 15 de abril.

O Exército disse em um comunicado que a base policial da Reserva Central foi tomada após três dias de combates, acusando as RSF de atacar “instituições estatais”.

Ativistas locais disseram que pelo menos 15 civis foram mortos nos combates e mais de 80 ficaram gravemente feridos.

Também nesta segunda-feira, moradores relataram nas redes sociais um ataque do SPLM-N, grupo rebelde mais poderoso do Sudão, na cidade de Kurmuk, no Estado do Nilo Azul, na fronteira com a Etiópia.

A Reuters não pôde verificar as informações de forma independente. A missão da Organização das Nações Unidas no Sudão disse que centenas de civis cruzaram a fronteira para a Etiópia em busca de segurança devido aos confrontos no Nilo Azul no domingo e na segunda-feira, enquanto outros pareciam estar indo para o norte, para Damazin, a capital do Estado.

Confrontos ligados a tensões tribais no Estado do Nilo Azul deixaram centenas de mortos no ano passado.

Por Khalid Abdelaziz