Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

ELP – Angola 2050 prevê um modelo económico assente no sector privado

A Estratégia de Longo Prazo (ELP – Angola 2050) prevê um modelo económico assente no sector privado, para contribuir no processo de desenvolvimento do país, disse, esta terça-feira, em Luanda, o secretário de Estado para o Planeamento, Milton Reis.

Falando num encontro de auscultação pública aos empresários sobre a finalização do processo de Revisão e Extensão da Estratégia de Longo Prazo (ELP) 2025 para 2050 (ELP – Angola 2050), sublinhou que o referido modelo apresenta melhor articulação intersectorial e uma adaptação ágil às alterações que podem surgir durante a implementação da ELP.

Milton Reis diz que a estratégia traz uma narrativa de crescimento económico suportado em factos, onde as prioridades sectoriais estão claramente definidas, identificando os principais motores de crescimento e impacto económico.

Explicou que em 2016 foi feita uma revisão do estado de implementação da estratégia Angola 2025 e constatou-se a existência de esvazamento no cenário macroeconómico, fruto da crise de 2008 que alterou todo cenário que a estratégia previa.

A estratégia prevê que a economia deverá ser suportada pelo sector não petrolífero, onde o peso da agricultura passa de 12% para 18% em 2050.

A Estratégia de Longo Prazo-Angola 2050 é a ferramenta base para a elaboração do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN), que apresenta as opções estratégicas de desenvolvimento a longo prazo do país, sendo elaborada com base em análise de cenários, para os níveis nacional, sectorial e territorial.

É um plano bifocal, com uma visão clara do que se pretende para o país no futuro, mas articulando de forma clara e decisiva as iniciativas de curto prazo que assegurem a direcção certa.

O documento em discussão, prevê que o Produto Interno Bruto Não-Petrolífero (PIB-NP) crescerá 3,3 vezes, passando dos 84 para 275 mil milhões de dólares (USD), até 2050, com uma população do país estimada em 70 milhões de habitantes.

A ELP – Angola 2050 prevê igualmente que o PIB Per Capita Não-Petrolífero aumente em torno de 1,2 vezes, saindo dos actuais 3.67 mil para 4.215 mil dólares, contando com o suporte das exportações não-petrolíferas que deverão crescer 13 vezes mais, passando de cinco mil para USD 64 mil milhões.

O PIB, actualmente, cifrado em USD 122 mil milhões, deverá atingir 286 mil milhões de dólares, o que representará um crescimento de 2,4 vezes mais e a Dívida Pública conhecerá uma redução de 6%, saindo dos 66 para 60 por cento sobre o PIB.

Para os próximos 27 anos, no quadro do Angola 2050, a esperança de vida dos angolanos aumentará seis anos, saindo de 62 para 68 anos de idade, sendo que a taxa de mortalidade, entre os cinco anos, baixará de 56% de 71 para 19%. As projecções indicam que o desemprego cairá 10% de 30 para 20 %. HEM/AC