Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

MED reafirma compromisso de transformar o sistema de ensino

A ministra da Educação, Luísa Grilo, reiterou em Luanda, a aposta na transformação do sistema de ensino, com profissionais capazes de formar homens criadores, inventores e descobridores.

A ministra, que falava na abertura da formação do nível 1 do projecto de Empoderamento da Rapariga e Aprendizagem para Todos (PATII), reconheceu a necessidade de, cada vez mais, formar jovens com pensamento crítico, responsáveis, individual e colectivamente.

Para a ministra, a formação contribuirá significativamente para a melhoria da qualidade do processo educativo e de ensino, de forma a torná-lo cada vez mais competitivo, resiliente e capaz de responder às necessidades de desenvolvimento num mundo em constante transformação.

“O treinamento dos professores e demais integrantes da comunidade escolar é fundamental para suprir as novas demandas do ensino, pois os profissionais são as peças centrais para a observação e acompanhamento sócio-comportamental dos jovens, tão importante quanto o uso da tecnologia e o desenvolvimento lógico-matemático’, disse.

Luísa Grilo afirmou que a formação providenciará temas bastante importantes para se alcançar este desiderato, como a Estratégia de Sensibilização contra a Violência, para a Educação Sexual, saúde reprodutiva, bem como recursos e ferramentas didáticas de uso em sala de aula para a melhoria da qualidade de aprendizagem dos alunos.

Conforme a governante, a participação de mais de 100 professores de escolas de Magistérios, com destaque para os de curso de ensino primário de todo país, nesta 1ª etapa de formação de formadores do nível 1, permitirá a aquisição de conhecimentos que deverão replicar nas respectivas províncias e assim garantir o seu efeito multiplicador.

“O Executivo angolano está fortemente empenhado em acelerar o aprendizado dos alunos através da melhoria do desenvolvimento profissional dos docentes”, reforçou.

A acção formativa, disse, constitui um momento de reflexão em torno do Plano de Desenvolvimento Nacional referente ao período 2023-2027, que será instrumento de planificação para os próximos cinco anos, estando alinhado com a estratégia de longo prazo 2050, com foco no desenvolvimento do capital humano, na modernização e expansão das infra-estruturas do país na intensificação do processo de diversificação da economia

Por essa razão, disse, hoje não basta ao professor acumular conhecimento e saber transmiti-lo linearmente sob a forma de informações, pois não é suficiente para um processo de ensino-aprendizagem que se espera efectivo.

No seu entender, actualmente o professor deve procurar mais o estudante no processo de construção do próprio conhecimento.

Esta formação do nível 1, com duração de cinco dias, é o início de um leque de três que serão realizadas em Cascata. O segundo nível prevê a formação de 956 formadores municipais, e acontecerá nas sedes capitais das 18 províncias do país e, posteriormente, acontecerá a do nível 3 nos 68 municípios abrangidos pelo projecto e serão capacitados quatro mil directores de escolas e 36.923 professores do ensino primário.