Angola
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Reino Unido fornecerá centenas de mísseis e drones de ataque à Ucrânia

O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, viajou nesta segunda-feira (15) ao Reino Unido para uma reunião com o primeiro-ministro britânico Rishi Sunak, que prometeu fornecer à Ucrânia centenas de mísseis antiaéreos e drones de ataque de longo alcance para a defesa do país contra a invasão russa.

Zelensky desembarcou na Inglaterra no início da manhã, confirmou o governo britânico, depois de visitar Alemanha e França durante o fim de semana e receber novas promessas de ajuda militar, antes de uma aguardada contraofensiva ucraniana.

“O Reino Unido lidera no que diz respeito a a ampliar nossas capacidades terrestres e aéreas”, tuitou Zelensky antes do encontro com Sunak em Checkers, a residência de campo dos primeiros-ministros britânicos.

“Esta cooperação continuará hoje. Terei uma reunião com meu amigo Rishi. Vamos estabelecer negociações substanciais frente a frente e com delegações”, acrescentou.

As negociações acontecem às vésperas de uma reunião de líderes do Conselho da Europa na Islândia, que terá um discurso de Zelensky por videoconfereência, e de uma reunião de cúpula do G7 no Japão.

“Este é um momento crucial na resistência da Ucrânia a uma terrível guerra de agressão que não escolheram nem provocaram”, afirmou Sunak em um comunicado. “Não podemos decepcioná-los”, acrescentou.

“A linha de frente da guerra de agressão de (o presidente russo, Vladimir) Putin pode estar na Ucrânia, mas as linhas de divisão se estendem por todo o mundo”, insistiu. “Interessa a todos que a Ucrânia tenha sucesso e que a barbárie de Putin não seja recompensada”.

Em Chequers, Sunak confirmará “o fornecimento adicional do Reino Unido de centenas de mísseis de defesa aérea e mais sistemas não tripulados, incluindo centenas de novos drones de ataque com um alcance de mais de 200 km”, destaca o comunicado.

“Todos serão entregues nos próximos meses, enquanto a Ucrânia se prepara para intensificar a resistência à invasão russa em curso”, acrescenta a nota.

O Reino Unido se tornou na semana passada o primeiro país ocidental a oferecer à Ucrânia mísseis de cruzeiro de longo alcance, os foguetes Storm Shadow.

Londres é o segundo maior fornecedor de ajuda militar à Ucrânia, depois de Washington, e adicionou treinamento de voo de combate ao programa de ajuda, mas não incluiu aviões de combate no pacote.