Brazil

Ciro ataca Lula e diz que decisão do STF deve ser respeitada, mesmo sem admirá-la

"Não é possível que a população seja insultada em sua dignidade com essa sensação desagradável de que, se você tiver um bom advogado, a impunidade é prêmio para todo tipo de mal feito", afirmou o ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) ao atacar o ex-presidente Lula, que teve suas condenações anulada pelo STF e lidera as pesquisas eleitorais

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após o Supremo Tribunal Federal (STF) anular as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) voltou a atacar o petista. "Palocci, braço direito do Lula, devolveu R$ 100 milhões! Fez delação premiada. O Sérgio Machado também devolveu milhões. Geddel, Eduardo Cunha… Não é possível que a população seja insultada em sua dignidade com essa sensação desagradável de que, se você tiver um bom advogado, a impunidade é prêmio para todo tipo de mal feito", disse o pedetista em entrevista a José Luiz Datena, à Rádio Bandeirantes.

"Ao Supremo cabe a última palavra. Temos que ter respeito, acatamento. Isso dito, não somos obrigados a admirar todas as decisões que os ministros tomam. Nesse caso, tudo foi feito errado. Em 2015, 2016, 2017, 2018 eu tentei avisar muitas vezes que o comportamento do então juiz Sergio Moro estava semeando nulidades. Não sou adivinho, dava para saber (…). Agora, estamos falando de condenações que levaram Lula a 580 dias de cadeia. Como o STF vai explicar que essa decisão é ‘não, não, estava tudo errado’? Só viram agora? Depois de tudo feito? Todas as coisas óbvias que aconteceram?", questionou.

Para o ex-ministro, "o lulopetismo é parte central do nosso problema". "Existiria o bolsonarismo radical se não fossem as contradições do PT? É uma pergunta simples, qualquer pessoa pode pensar. Não existiria. A população votou nesse despreparado porque perdeu emprego, assistiu a uma massa de escândalos (…). Agora, para enfrentar Bolsonaro, vamos obrigar o povo a esquecer tudo isso? O passado é uma roupa que não nos serve mais", acrescentou. 

Lula lidera em pesquisa

Pesquisa Poderdata divulgada, na quarta-feira (14), mostrou que o ex-presidente Lula abriu 18 pontos percentuais sobre Jair Bolsonaro num cenário de segundo turno das eleições presidenciais de 2022.

De acordo com o levantamento ex-juiz Sérgio Moro, condenado por parcialidade pelo Supremo Tribunal Federal (STF), é o político mais rejeitado do país, com 60% de rejeição. Em seguida ficou Ciro (57%).

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Football news:

Griezmann spoke with Hamilton and visited the Mercedes boxes at the Spanish Grand Prix
Barcelona feels that Neymar used it. He said that he wanted to return, but extended his contract with PSG (RAC1)
Aubameyang to the Arsenal fans: We wanted to give you something good. I am sorry that we could not
Atletico did not lose at the Camp Nou. Busquets' injury is the turning point of the match (and the championship race?)
Verratti injured his knee ligaments in PSG training. Participation in the Euro is still in question
Neymar's contract in one picture. Mbappe wants the same one
Manchester United would like to sign Bellingham in the summer, not Sancho. Borussia do not intend to sell Jude