Brazil

Delegação do Bahia viaja a Buenos Aires para jogo decisivo

A delegação do Bahia viajou neste domingo (16) para a Argentina, onde enfrenta o Independiente pela 5ª rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. O jogo será disputado na terça-feira (18), às 19h15, no estádio Libertadores de América, em Avellaneda, região metropolitana de Buenos Aires, e tem clima de decisão. Não à toa. Bahia e Independiente são os mais fortes candidatos à vaga na próxima fase da Copa Sul-Americana.

Como apenas o primeiro colocado avança, o Bahia defende a liderança do Grupo B. O tricolor tem os mesmos oito pontos do rival argentino, que ocupa a segunda posição, mas leva a melhor no saldo de gols (seis contra quatro).

Portanto, se vencer a partida, o time comandado por Dado Cavalcanti garante a classificação na última rodada apenas com um empate. A rodada derradeira será contra o Montevideo City Torque, no dia 26, às 19h15, em Pituaçu. 

Antes da viagem deste domingo, o elenco tricolor treinou na Cidade Tricolor. Dado Cavalcanti reuniu o grupo para passar informações sobre o Independiente e depois realizou um trabalho tático. A última atividade antes do jogo será feita na segunda-feira (17), às 16h, no centro de treinamento do San Lorenzo, em Buenos Aires. 

O primeiro jogo contra o Independiente, disputado no último dia 4, em Pituaçu, terminou empatado em 2x2. Depois disso, no dia 11, o Bahia venceu o Guabirá, na Bolívia, por 1x0.

Para a partida de terça-feira, o técnico Dado Cavalcanti poderá contar com o retorno do zagueiro Luiz Otávio. Recuperado de incômodo muscular na coxa, ele deve voltar a formar dupla de zaga com Conti. Nesse caso, Juninho ficaria como opção entre os reservas. 

Essa não deve ser a única novidade na equipe. Contra o Guabirá, o volante Thaciano começou no banco e o atacante Óscar Ruíz entre os titulares. Contra o Independiente, o jogador de marcação deve iniciar em campo. Se isso ocorrer, o meia Rodriguinho atuará mais perto da área adversária, ao lado de Gilberto.

Football news:

Smertin recalls Euro 2004: he almost fought in the joints, defended against the young Cristiano and understood the excitement of the Bridge
Gareth Southgate: We shouldn't be football snobs. In matches with top teams, diversity is important
Leonid Slutsky: I am still sure that the Finnish national team is the outsider of our group. They were very lucky against Denmark
I'm not a racist! Arnautovic apologized for insulting the players of the national team of North Macedonia
Gary Lineker: Mbappe is a world-class star, he will replace Ronaldo, but not Messi. Leo does things that others are not capable of
The Spanish fan has been going to the matches of the national team since 1979. He came to the Euro with the famous drum (he could have lost it during the lockdown)
Ronaldo removed the sponsored Coca-Cola at a press conference. Cristiano is strongly against sugar - does not even advertise it