Esportes

16/04/21 - 17h11

Com uma trajetória de superação, Didi Richards conquistou o sonho e jogar na WNBA e foi a 17ª escolha do Draft, na última quinta-feira (15), e vai atuar pelo New York Liberty.

Apesar da realização do seu desejo, a armadora ficou perto de nunca mais jogar basquete após uma séria lesão há seis meses, que cobrou de Didi empenho e dedicação integral para voltar a caminhar.

A lesão

Richards treinava normalmente em 24 de outubro de 2020 quando em em disputa de bola com uma companheira a levou ao chão. Integrante da Universidde Baylor, nos Estados Unidos, Didi notou que algo aconteceu na sua queda.

“Não consigo sentir minhas pernas; não sinto do quadril para baixo”, disse ela.

Posteriormente foi diagnosticado que a armadora tinha sofrido uma lesão na medula espinhal. Apesar do trauma grave, os médicos realizaram exames e constaram que não tinha ocorrido uma lesão estrutural. Com isso, Didi conseguiria se recuperar, mas para voltar a andar ela teria que passar por um processo de reabilitação.

Recuperação

Somente duas semanas após a lesão foi que Didi conseguiu dar os primeiros passos sem nenhuma ajuda.

“E então pensei: bem, se já posso andar, posso correr. E se conseguir correr, também consigo driblar. Aí passei a tentar coisas novas e me esforçar ainda mais”, explicou a armadora.

Durante 38 dias ela esteve longe da bola laranja e só conseguiu voltar as primeiras atividades em dezembro do ano passado. Ainda deu tempo de Didi ajudar sua equipe a chegar entre as oito melhores equipes universitárias dos Estados Unidos.

Para completar, a armadora foi escolhida na segunda rodada do Draft deste ano e deve começar sua trajetória como profissional pela WNBA em maio deste ano.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade