Brazil

Lula: já está provado que a Lava Jato serviu aos Estados Unidos (vídeo)

De acordo com o ex-presidente, "os Estados Unidos estavam preocupados com a linha e o procedimento de uma certa independência, de uma certa aliança com a China, Índia e Rússia". "A Lava Jato construiu benefícios para os Estados Unidos e prejuízos para o povo brasileiro", disse

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente Lula afirma que tem certeza da influência dos Estados Unidos no golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff em 2016. A declaração foi feita em entrevista ao jornalista Brian Mier para o documentário "Desmantelando o Brasil: Agenda neoliberal de Bolsonaro", que será lançado no sábado (24) pelo canal Redfish. O trecho com a entrevista de Lula foi divulgado nesta quinta-feira (veja abaixo). 

Para Lula, os norte-americanos se preocuparam com a proximidade das relações do Brasil com a Índia, China e Rússia durante os governos petistas. Como instrumento estadunidense, a Lava Jato, segundo o ex-presidente, agiu para beneficiar os EUA e destruir o Brasil. 

"Os Estados Unidos estavam preocupados com a linha e o procedimento de uma certa independência, de uma certa aliança com a China, de uma certa aliança com a Índia, de uma certa aliança com a União Soviética [Rússia]. Acho que isso preocupou os Estados Unidos. Hoje está mais que provado que a Lava Jato foi feita e construiu grandes benefícios para os Estados Unidos e grandes prejuízos para o povo brasileiro".

Perguntado sobre os impactos da pandemia de Covid-19 no país, Lula disse que a crise causada pelo vírus mostrou a necessidade e a importância de se ter um Estado forte, que lute pelo desenvolvimento de seu povo e por sua saúde. "O coronavírus está mostrando que nós precisamos de Estado forte. O Estado forte vai cuidar da saúde, o Estado forte vai cuidar e pensar no desenvolvimento, o Estado forte vai decidir qual é a área do país que deve crescer e se desenvolver. Isso é possível quando o Estado tiver soberania nacional sobre seu território, total soberania sobre sua riqueza, total soberania sobre os bens produzidos nesse país, e nós não temos isso. Lamentavelmente estamos perdendo. O Brasil tem um presidente que bate continência para a bandeira americana".

Mais uma vez, Lula se disse animado para brigar pela democracia no Brasil e no mundo. "Eu sonhei no tempo em que eu era presidente da República que a gente estava construindo um mundo mais justo, um mundo mais solidário, um mundo mais humanizado. Eu percebo que agora nós estamos perdendo. O ser humano está deixando de ser humano e está virando algoritmo. Por isso que eu tenho 74 anos de idade e digo sempre: estou com uma energia de 30, com muita força para brigar e vou brigar porque a democracia é necessária no Brasil, na América Latina e no mundo todo".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Football news:

Cavani has returned to training and is likely to play against Crystal Palace
Fabio Capello, Juventus played Rugby against the Port. Only Ronaldo and Chiesa can make a difference in this squad
Neymar: I posted how I was recovering from my injury, and I didn't get any messages saying, Wow, what a professional. No
Ole Gunnar Solscher: The work of the judges is very difficult and without additional pressure. We have to make their decisions
Joan Laporta: I'm sure Messi won't stay at Barca if I don't win the election. He gives the club 30% of revenue
Trent had idolized Gerrard since he was a kid, and he was in a fairy tale: he got Steven's care and the captain's armband. The story of a great relationship
Hazard's recovery from the injury is delayed. He probably won't play against Atletico on March 7