Brazil

Representantes do setor de bares e restaurantes avaliam anúncio de lockdown no DF

Restrições passam a valer a partir de segunda-feira (1º/2) - (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Restrições passam a valer a partir de segunda-feira (1º/2) - (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Depois de o governador Ibaneis Rocha (MDB) decidir, na noite desta quinta-feira (25/2), que adotará o lockdown no Distrito Federal, representantes do setor produtivo comentaram a decisão. A nova regra prevê a interrupção de toda a atividade econômica das 20h às 5h, a partir de segunda-feira (1º/3), à exceção de serviços essenciais.

Para o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF) em exercício, Edson de Castro, a decisão de Ibaneis é oportuna, pois o DF registrou, nesta quinta-feira, um aumento de mais de 60% na média móvel de casos. "É um mal necessário, para evitar que as pessoas saiam à rua nesse horário (das 20h às 5h). Não é uma decisão contra o comércio, mas pode evitar mortes e os hospitais superlotados", comentou Edson.

A medida atinge principalmente lojas, restaurantes e bares. Ibaneis foi informado por técnicos da Secretaria de Saúde (SES-DF) de que a ocupação dos leitos públicos para pacientes com covid-19 em unidades de terapia intensiva (UTIs) havia chegado a um nível próximo do colapso, superior a 90%. O decreto com os detalhes sobre as restrições será publicado na edição desta sexta-feira (26/02) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

O presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar), Jael Antônio, tentou falar com o governador para impedir a decisão. "Ficamos muito preocupados, porque o fechamento nesse horário inviabiliza o funcionamento noturno de nossas casas", comentou. "O setor passa por momentos cruciais e decisivos. Os empresários começaram a ficar animados para resolver as questões financeiras das empresas, que são graves. De repente, vem essa notícia. O jeito é lamentar e tentar ver se conseguimos reverter a situação", completou Jael.

Football news:

Courtois on 2:1 with Barca: Real showed that they can fight
Messi has not scored against Real Madrid since May 2018
Zinedine Zidane: Real Madrid beat Barca deservedly. You can't blame everything on the judge
Ronald Koeman: The referee should have taken a clear penalty. But Barca will have to accept it again
Sergi Roberto on Braithwaite's fall: I was surprised that the referee immediately said that nothing had happened. He did not address VAR
Ex-referee Iturralde Gonzalez believes there was a penalty on Braithwaite. Andujar Oliver thinks not
Casemiro got 2 yellow cards in a minute and will miss Real Madrid's game with Getafe