Brazil
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Vídeo: homem fica submerso com água na altura do peito após chuva no DF

Um casal de Taguatinga Sul teve a casa alagada com a chuva que caiu em grande parte do Distrito Federal na noite dessa quinta-feira (28/9). A advogada Ana Caroline Torquato, 31 anos, conta que a água começou a entrar na residência por volta das 22h e tomou todas as partes da casa, desde a entrada até os quartos.

Ana explica que o alagamento ocorreu porque a rua em que mora foi obstruída por vizinhos que colocaram entulho em espaços de escoamento do líquido. Segundo ela, os outros moradores têm esse hábito há cerca de um ano.

“É a terceira vez que isso acontece só neste ano. Nas outras vezes, em 6 e 16 de março, a gente recebeu doação”, conta a advogada.

De acordo com a moradora de Taguatinga, o administrador da região nunca implementou uma rede pluvial na rua, mas esteve no local para verificar o ocorrido. “É um descaso total, porque só agora que chamamos a mídia, que a gente fez barulho, que vieram. Vamos ver se vai resolver”, desabafa Ana Caroline.

  • Alagamento em rua da QSC 19 de Taguatinga Sul após chuva dessa quinta-feira Reprodução/Redes sociais

  • Casa de Taguatinga Sul fica alagada após chuva dessa quinta-feira, no DF Reprodução/Redes sociais

  • Rua da QSC 19 de Taguatinga Sul fica alagada após chuva dessa quinta-feira, no DF Ed Alves/CB/D.A. Press

  • Rua da QSC 19 de Taguatinga Sul fica alagada após chuva dessa quinta-feira, no DF Ed Alves/CB/D.A. Press

  • Robson Miranda teve a casa alagada após chuva dessa quinta-feira, no DF Ed Alves/CB/D.A. Press

  • Entulho no fim da rua da QSC 19 de Taguatinga Sul que causou alagamento em casa da região Ed Alves/CB/D.A. Press

  • Casa de Taguatinga Sul fica alagada após chuva dessa quinta-feira, no DF Reprodução/Redes sociais

  • Casa de Taguatinga Sul fica alagada após chuva dessa quinta-feira, no DF Reprodução/Redes sociais

Água na altura do peito 

Em um vídeo (confira abaixo) nas redes sociais, o marido dela, o bancário Robson Miranda, de 40 anos, aparece na sala da casa andando na água, que chega na altura do peito. Ele, que chega a mostrar o hack submerso pela água, diz que ouviu um barulho parecido com o de uma cachoeira.

Nesse momento, Robson abriu a porta para observar o que ocorria, viu o alagamento se formar e entrar por baixo do portão da casa. “Não tinha o que fazer porque o volume de água era muito forte e começou a invadir a casa”, relembra.

Entre as consequências do alagamento, Robson diz que a geladeira não funciona e perdeu alguns móveis de madeira, estragados pela ação da chuva. “Uma sapateira grande foi parar nos fundos da casa. É um prejuízo material e emocional, porque acaba abalando a gente por essa situação”, lamenta o morador.

O Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) está no local para aterrar a água e evitar que se espalhe mais. A Defesa Civil do DF (DCDF) também está na residência para monitorar a situação.

A reportagem procurou a Administração Regional de Taguatinga para se posicionar sobre as cobranças da moradora, mas ainda não teve retorno. O espaço segue aberto para manifestações.

Queda de árvores no Gama

No Gama, equipes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) atuaram para cortar árvores que caíram com a força do vento. Os funcionários foram no Setor Leste e Central da região para cortar os galhos caídos.

  • Queda de árvore no Setor Central do Gama Novacap/Divulgação

  • Após forte chuva, operários da Novacap cortam galhos de árvore, na Praça da Bíblia, no Gama Novacap/Divulgação

  • Após forte chuva no DF, operários da Novacap cortam galhos no Setor Leste do Gama Novacap/Divulgação

  • Após forte chuva no DF, operários da Novacap cortam galhos no Setor Leste do Gama Novacap/Divulgação

  • Após forte chuva no DF, operários da Novacap cortam galhos no Setor Leste do Gama Novacap/Divulgação

 
Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br