Portugal

Cânticos de “Demissão” e “Eleições Já”. Centenas de sportinguistas manifestam-se em Alvalade

Às 20h desta segunda-feira, eram ainda poucos — apenas algumas dezenas — os sportinguistas que se juntavam nas imediações do estádio José Alvalade, para exigir a saída do presidente Bruno de Carvalho. A manifestação tinha um mote simples: “Eleições no Sporting JÁ!”. Com o passar dos minutos, o número de presentes aumentou e a partir das 20h30 o cenário era já outro, com centenas de sportinguistas presentes a pedir uma mudança no clube.

Até ao momento ordeira, a manifestação tem reunido sportinguistas de diferentes tendências, unidos por uma convicção: a de que os acontecimentos recentes no clube retiraram a legitimidade a Bruno de Carvalho, que deve, se quiser, voltar a submeter-se a ato eleitoral para continuar à frente do clube. A pluralidade prova-se com a presença do comentador político Daniel Oliveira, ex-apoiante de Bruno de Carvalho, ao lado de Pedro Madeira Rodrigues, Carlos Severino ou Vítor Espadinha, críticos desde a primeira hora.

Esta é a segunda manifestação de oposição ao atual Conselho Diretivo a acontecer em Alvalade, nos últimos dias. É, contudo, a primeira a reunir um número significativo de sócios e adeptos, facto a que não serão alheias as recentes rescisões de Rui Patrício e Daniel Podence, alegando justa causa. Afinal, os dois jogadores do Sporting fundamentaram o pedido de rescisão não apenas com as agressões de que o grupo foi alvo, na Academia de Alcochete, mas também com a postura do presidente do Sporting, que acreditam ter contribuído para inflamar os ânimos dos adeptos. Segunda a comunicação social, jogadores como William Carvalho, Bruno Fernandes e Gelson Martins ponderam também apresentar o pedido de rescisão, se Bruno de Carvalho continuar.

Na manifestação, foram já visíveis diferentes tarjas, a maioria pedindo eleições no clube. Ao Record, o organizador do protesto, Bernardo Froes, explicou que a manifestação tinha um único objetivo, “dar voz” aos adeptos do Sporting insatisfeitos. “Conseguimos. Queríamos uma manifestação pacífica para mostrar o desgrado. Isto não é contra ninguém, estamos aqui a exigir a demissão dos órgãos sociais mas de forma pacífica. Estamos a pedir eleições. Não é o presidente, é toda a gente. Temos de fazer ‘reset’ a isto tudo e dar voz ao Sporting.”

Na Sic Notícias, Eduardo Barroso fez esta noite “um apelo ao meu amigo Bruno de Carvalho: devia demitir-se, sair agora”. O presidente devia “cair em si, demitir-se e dar voz aos sócios”, referiu. Note-se que Eduardo Barroso foi antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, eleito pela lista de Bruno de Carvalho, de quem aliás foi sempre próximo. O cirurgião criticou ainda Jaime Marta Soares: “Não tem capacidade intelectual para resolver isto.”

Football news:

Barcelona will lose 100 million euros due to the coronavirus. The club expected to make 200 million euros in profit
Police have opened a case against Ronaldo's 10-year-old son. He was self-driving a jet ski (The Sun)
Lampard on the cancellation of city's ban: I Never hoped that an extra team would get into the Champions League
Thibaut Courtois: to take the title, you have to suffer. It is not easy to win every match
Antonio Conte: I will not hesitate before leaving if Inter are not happy with what I am doing
Diego Godin: Inter will do everything to keep second place. Now we need to think about how to catch up with Juventus
Harry Maguire: Manchester United want to fight for trophies