Portugal

Com novas restrições, Governo prevê manter apoios a sectores mais afectados

Ministra da Presidência afirma que “os apoios vão manter-se” pelo facto de não ser possível manter o desconfinamento como planeado.

Vieira da Silva afirma que não há condições para prosseguir com o plano de desconfinamento LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO

Os apoios aos sectores da economia mais afectados pela pandemia de covid-19 vão manter-se até ao fim do processo de desconfinamento, que esta semana não avança, anunciou a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, no final da reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira.

“Relativamente aos apoios económicos, aquilo que queria dizer é que, naturalmente, esta decisão que hoje tomámos [de não avançar no desconfinamento] significa que se vão manter os apoios aos sectores mais afectados, que estão neste momento em curso e que tinham uma data prevista que acompanhava o fim do processo de desconfinamento. Uma vez que ele ainda não ocorreu, os apoios vão manter-se”, esclareceu a ministra da Presidência, em conferência de imprensa.

“Os apoios serão prolongados em termos que o senhor ministro da Economia anunciará”, acrescentou. Confrontada, várias vezes, sobre os apoios durante a conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva não esclareceu os termos da extensão dos auxílios, justificando que o assunto “não foi tema decidido” durante a reunião governamental desta quinta-feira. Contactado o Ministério da Economia, ainda não foi possível obter dados adicionais sobre esta matéria, até ao momento.

A ministra da Presidência disse não existirem condições para continuar o desconfinamento como planeado, tendo em conta que o país se encontra “claramente na zona vermelha” da matriz de risco de controlo da pandemia.

“Portugal encontra-se, neste momento, claramente na zona vermelha da nossa matriz, pelo que não existem condições para prosseguir [com] o plano de desconfinamento que estava previsto”, afirmou Vieira da Silva.

Segundo disse, a incidência de novos casos de infecção por cem mil habitantes está, actualmente, nos 129,6 e o índice de transmissibilidade do vírus (Rt) nos 1,18 no território continental.

Por enquanto, o apoio aos trabalhadores independentes e empresários em nome individual nos sectores do turismo, cultura, eventos ou espectáculos está previsto durar 30 de Junho.

No lado do apoio à tesouraria das empresas das áreas mais afectadas, o Apoiar, não são conhecidos novos períodos de candidaturas. Dois terços dos apoios a fundo perdido do Apoiar foram para o sector do turismo. Como o PÚBLICO noticiou esta semana, dos 1042 milhões de euros já pagos às empresas, 64% foram processados pelo Turismo de Portugal e os restantes 36% pelo IAPMEI.

Football news:

Shevchenko urged Yaremchuk to move to Benfica at the request of Rui Costa
Barcelona can sign the striker of the Spanish Olympic team of the World in the event of the departure of Braithwaite and Manay
Real Madrid and Benzema will extend their contract until 2023 in the coming days. Salary will fall by 10% in the first year
Ex-Real Madrid midfielder Pedro Leon has moved to Fuenlabrada. She signed Zozulya yesterday
Diego Costa can move to Besiktas. He is offered 3 million euros a year and 2 million for signing
Richard Dunn: Diash is young, but he has a special aura around him. He will be able to claim the captaincy at City
Rafael Benitez: Working at Everton is a chance to show that I want and can compete with anyone