Entre os 15 municípios que tiveram um crescimento percentual do número de casos igual ou superior a 40%, 12 não chegaram sequer aos 50 casos registados no Sinave. Mas a ausência das notificações por parte dos laboratórios pode gerar grandes discrepâncias, como aliás se evidencia nos números de Estremoz, Borba e Vila Viçosa, com um aumentos percentuais de 76,5%, 68,9% e 66,7%, respetivamente, se a contagem atual fosse 34, 45, 24 casos. Mas Vila Viçosa, por exemplo, tinha no dia 24 de outubro 101 casos registados, segundo a Rádio Campanário com base nos dados do município.

Tendo em conta os dados do Sinave, a diferença mais significativa está no concelho de Beja que praticamente duplicou o número de casos numa semana, 114 para 233, tendo, neste momento, 338,5 casos registados por 100.000 habitantes.