LUSA/JULIEN WARNAND

Os projectos regionais que promovam a reconversão de unidades industriais de elevada intensidade de emissões de CO2 tais como, por exemplo, centrais termoeléctricas, minas, refinarias ou siderurgias terão a prioridade no acesso às verbas do Mecanismo para a Transição Justa, o novo instrumento financeiro desenhado pela Comissão Europeia para responder às necessidades específicas de “reinvenção” das regiões cuja economia assenta na exploração de recursos fósseis — e que ficará sob a tutela da comissária europeia para a Coesão e Reformas, Elisa Ferreira.