Portugal

"Estamos muito preparados": Donald Trump sobre coronavírus

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, garantiu, esta quarta-feira, que "está preparado para fazer o que for preciso" caso o coronavírus se propague pelo país. "Estamos muito, muito preprados" para tudo o que estiver relacionado com a epidemia, reforçou. 

Num discurso à nação por causa da epidemia de Covid-19, o líder da Casa Branca considerou que, "as medidas até agora tomadas pelo governo norte-americano, fazem com que o risco para o povo americano se mantenha muito baixo". Trump acrescentou, ainda, que os "EUA se sentem na obrigação de repatriar os americanos que estejam contaminados" pelo Covid-19.

Caberá ao vice-presidente norte-americano, Mike Pence, liderar a resposta dos EUA ao coronavírus. "Ele tem um certo talento para isto", assegurou Trump. 

A epidemia do novo coronavírus provocou mais de 2.700 mortos e mais de 81 mil infetados, de acordo com dados reportados por mais de 40 países e territórios. Das pessoas infetadas, quase 30 mil recuperaram. Além de 2.717 mortos na China, onde o surto começou no final do ano passado, há registo de vítimas mortais no Irão, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França e Taiwan.

Esta quarta-feira, a Direção-Geral a Saúde revelou que Portugal registou nas últimas 24 horas oito casos suspeitos de infeção pelo Covid-19, todos provenientes do norte de Itália, aguardando o resultado das análises a sete pessoas. 

O único caso conhecido de um português infetado pelo novo coronavírus é o de um tripulante de um navio de cruzeiros que foi internado num hospital da cidade japonesa de Okazaki, situada a cerca de 300 quilómetros a sudoeste de Tóquio.