A participação no Europeu de 2008 organizado com a Suíça não foi a melhor, o regresso a fases finais em 2016 também não alterou o cenário e as projeções para o Euro-2020 não são muito diferentes, não tanto pela fase de qualificação relativamente tranquila num grupo ganho pela Polónia mas pelos resultados recentes como uma goleada sofrida em casa frente à Dinamarca e o empate num particular com a Escócia. A Áustria tem jogadores, tem uma ideia de jogo interessante, tem um bom treinador e tem referências mas falta qualquer coisa.

Dragovic, há muito o patrão da defesa, conta a seu lado com um Hinteregger que fez uma temporada muito interessante no Eintracht. A colocação de Marcel Sabitzer mais pelo corredor central no apoio ao imprevisível mas sempre venenoso Arnautovic (que agora está na China) melhorou a parte ofensiva da equipa, até porque Lázaro consegue dar largura de jogo. No meio, apesar de ter jogado sobretudo como central ou lateral ao longo dos últimos anos no Bayern, estará David Alaba. E é a partir do novo reforço do Real Madrid que tu vai girar, sendo que será essa capacidade de poder colocar Alaba a ajudar setores e evitar que a equipa se torne mais dependente do esquerdino que poderá haver um maior ou menor sucesso da Áustria na fase de grupos.

  • Escócia, 2-2 (E, fora, qualificação Mundial)
  • Ilhas Faroé, 3-1 (V, casa, qualificação Mundial)
  • Dinamarca, 0-4 (D, casa, qualificação Mundial)
  • Inglaterra, 0-1 (D, fora, jogo particular)
  • Eslováquia, 0-0 (E, casa, jogo particular)
  • Guarda-redes (3): Daniel Bachmann (Watford), Pavao Pervan (Wolfsburgo) e Alexander Schlager (LASK Linz)
  • Defesas (8): David Alaba (Bayern), Aleksandar Dragovic (Bayer Leverkusen), Marco Friedl (Werder Bremen) Martin Hinteregger (Eintracht Frankfurt), Stefan Lainer (B. Mönchengladbach), Philipp Lienhart (Friburgo), Stefan Posch (Hoffenheim) e Andreas Ulmer (Salzburgo)
  • Médios (10): Julian Baumgartlinger (Bayer Leverkusen), Christoph Baumgartner (Hoffenheim), Florian Grillitsch (Hoffenheim), Stefan Ilsanker (Eintracht Frankfurt), Konrad Laimer (RB Leipzig), Valentino Lázaro (B. Mönchengladbach/Inter), Karim Onisiwo (Mainz), Marcel Sabitzer (RB Leipzig), Louis Schaub (Lucerna), Xaver Schlager (Wolfsburgo), Alessandro Schöpf (Schalke 04) e Christopher Trimmel (Union Berlin)
  • Avançados (3): Marko Arnautovic (Shanghai Port), Michael Gregoritsch (Augsburg) e Sasa Kalajdzic (Estugarda)

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR