Portugal

Greve: Sindicato aponta 85% de supressões e prevê normalização na madrugada

Em declarações à agência Lusa pelas 17h30, o presidente do SFRCI, Luís Bravo, indicou que “85% dos comboios [foram] suprimidos” e que houve “100% de adesão na área comercial”, sendo que “os poucos comboios que se fizeram foram em clara violação da lei da greve porque não são trabalhadores da mesma categoria e do mesmo posto, […] se não era uma paralisação total da empresa” dada a substituição de revisores por maquinistas.

“É um balanço muito positivo, é uma demonstração clara de todos os trabalhadores – das bilheteiras, revisores, maquinistas, chefias directas – que demonstra as reivindicações àquilo que é a decisão do Governo em deixar a porta aberta à questão do agente único”, acrescentou o sindicalista.

Os trabalhadores ferroviários da CP, Medway e Takargo estão hoje em greve contra a possibilidade de circulação de comboios com um único agente.

Os sindicatos consideram que "a circulação de comboios só com um agente põe em causa a segurança ferroviária – trabalhadores, utentes e mercadorias" –, e defendem, por isso, que "é preciso que não subsistam dúvidas no Regulamento Geral de Segurança (RGS)".

Os ferroviários rejeitam alterações ao RGS com o objectivo de reduzir custos operacionais e consideram que a redacção do Regulamento Geral de Segurança, em discussão nos últimos meses, deixa em aberto a possibilidade de os operadores decidirem se colocam um ou dois agentes nos comboios.

Questionado sobre quando é que a circulação dos comboios será normalizada, Luís Bravo apontou que isso deverá acontecer “amanhã [terça-feira] de manhã, por volta das 05h30”.

“Os primeiros comboios da manhã em princípio já se farão a maioria”, adiantou.

Já quanto às acusações de ilegalidade na greve e sobre eventuais queixas, Luís Bravo notou que o SFRCI enviou um ofício à Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) no sábado solicitando a inspecção nalguns locais de trabalho, mas “não apareceu ninguém em todo o país”.

“Fizemos o nosso trabalho, as pessoas estão identificadas, [mas] vamos ver o que vamos fazer […] porque nós não queremos essa guerra” entre trabalhadores, concluiu o sindicalista, vincando que o SFRCI quer sim “a garantia dos postos de trabalho, das condições de segurança dos utentes”.

Football news:

Alisson: the points Record was not Liverpool's goal. We are still Champions
Inter want to extend Sanchez's lease and are willing to pay extra for him to Manchester United if the clubs play in the Europa League final
Don't talk behind our backs, go out on the field and fight with us. Pep's possible appeal to Jose, Klopp and the world
Robertson Pro 1:2 with Arsenal: the Result is disappointing. But next week, the 30-year wait will end!
Bruno Fernandes: Ronaldo is the most technical player I have seen
Solskjaer on Chelsea: They have 48 hours more rest before the Cup semi-final. It's not fair
Bayer wants about 100 million euros for Havertz. He will not be released until the end of the Europa League draw