Portugal

ONG pede ao Governo angolano que decrete o estado de emergência por causa da seca no sul do país

Domingos Fingo, da Associação Construindo Comunidades, diz que a situação é “catastrófica” e que o executivo devia enviar juda imediata para as famílias mais afectadas.

A seca tem levado milhares de pessoas a fugirem das suas casas no sul de Angola para a Namíbia António Rodrigues

O director executivo da organização não-governamental Associação Construindo Comunidades (ACC) afirmou que a seca no sul de Angola “está a ser catastrófica”. Domingos Fingo, que tem trabalhado no terreno, em conjunto com a Amnistia Internacional e com outras organizações, disse à Lusa, por telefone, que a seca “está a criar situações extremamente embaraçosas para as famílias pastoris, já que elas são vulneráveis”.

O director executivo da ONG criticou a posição do Governo angolano, acusando-o de não garantir um “aproveitamento racional das águas”. “O problema é que o início da fome se agrava na medida em que não há políticas públicas por parte do nosso Governo susceptíveis de garantirem o aproveitamento racional das águas pluviométricas. De facto, tem havido secas cíclicas, mas não significa que durante um ano inteiro não haja queda de chuvas”, apontou.

Nesse sentido, Domingos Fingo refere que, “caso houvesse programas concretos” do Governo para o aproveitamento “de todas as águas pluviométricas” e de “águas freáticas” através de represas ou de outras formas de reter as águas, “obviamente que haveria a possibilidade da prática da agricultura familiar, e havendo a prática de agricultura familiar, nós nunca teríamos, em nenhum momento, um impacto tão negativo desta seca”

Para o director da ACC, a “hecatombe social” que se vive no sul de Angola poderia ter sido evitada através desses mecanismos, que possibilitariam a “irrigação de hortas comunitárias e o fortalecimento da fruticultura”.

“O que eu desejaria, muito sinceramente, era que o executivo angolano declarasse o estado de emergência para possibilitar a recuperação destas famílias”, apontou, acrescentando que a situação se vai agravar “até lá para Setembro ou Outubro”.

“Neste momento o Governo deve criar todas as condições para garantir, no mínimo dos mínimos, uma refeição por dia a cada família”, reforçou.

Milhões em risco

Num relatório divulgado na quarta-feira, a Amnistia Internacional referiu que milhões de pessoas estão em risco de vida e muitas já abandonaram as suas casas no sul de Angola devido à seca agravada pelas alterações climáticas e que está a atingir a região.

De acordo com o Programa Alimentar Mundial (PAM), a falta de chuva entre Novembro de 2020 a Janeiro de 2021 resultou na pior seca dos últimos 40 anos.

As autoridades da Namíbia registaram um total de 894 angolanos nas regiões de Omusati e Kunene em Março de 2021, após os relatos de um grande número de famílias pastorícias das províncias de Huíla e Cunene que abandonaram as suas casas à procura de refúgio no Norte do país vizinho.

Em Maio de 2021, ONG angolanas relataram que mais de sete mil angolanos, principalmente mulheres com filhos, tinham fugido para a Namíbia, e que o número ainda estava a aumentar.

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) referiu que “a frequência e intensidade das secas aumentaram em algumas regiões”, incluindo na África Austral, desde os níveis pré-industriais devido ao aquecimento global e que “a frequência e intensidade das secas estão projectadas para aumentar particularmente na região do Mediterrâneo e na África Austral”.

Em Maio de 2021, o Programa Alimentar Mundial (PAM) estimava que seis milhões de pessoas em Angola tinham alimentos insuficientes, principalmente no sul do país e que mais de 15 milhões utilizavam estratégias de sobrevivência baseadas em crises ou emergências, como economizar ou reduzir despesas não alimentares.

Football news:

Merson about Manchester United: If Tuchel, Klopp or Pep had coached him , there would have been every chance of winning the Premier League. The team has problems with the balance, does Ronaldo Solskjaer need it?
Raphael Varane: Manchester United has a huge potential. We are on the right track and are constantly adding
Tottenham fans want to meet with the management because of the team's situation: They must explain how the club's DNA will be restored
Unai Emery: Manchester United will be the best version of themselves tomorrow. They lost to the Young Boys and must prove their strength
Joe Cole: It's been a long time since Chelsea looked so harmonious. Under Tuchel, the team is united
Alex Ferguson: For a hundred years we have been moaning because of the decisions of the referees. Now the VAR judges are wrong
We start a new Showsport series with Liverpool: we go to every club of the Premier League and tell everything about the city and traditions