Portugal

ONU pede cooperação para missão de estabilização no Mali

Num comunicado de imprensa publicado hoje pelo Conselho de Segurança, após uma videoconferência, a ONU pediu a cooperação dos Estados-membmros com "capacidades necessárias para o sucesso deste plano" e reiterou a necessidade de que as implicações financeiras do plano da MINUSMA sejam "examinadas por corpos relevantes da Assembleia Geral".

As declarações foram publicadas hoje depois de uma videoconferência dos 15 Estados-membros do Conselho de Segurança com o chefe da MINUSMA, Mahamat Saleh Annadif e o ministro dos Negócios Estrangeiros do Mali.

O orçamento aprovado entre julho de 2019 e 2020 da missão de paz, constituída por 15.441 pessoas, (dos quais mais de 11.620 militares e 1.420 civis), requer mais de 1,220 mil milhões de dólares (1,200 mil milhões de euros), a maior parte destinada para a manutenção da missão.

Mahamat Saleh Annadif informou o Conselho de Segurança que a missão tem uma "cooperação exemplar" com o Governo do Mali, perante ordens como o recolher obrigatório das 09:00 às 17:00 ou a suspensão dos voos comerciais desde 19 de março, para conter a pandemia covid-19.

A MINUSMA segue agora um plano de contingência que possibilita continuar o trabalho em casa e que os voluntários sejam enviados para os respetivos países de residência, para trabalhar remotamente.

O Mali regista hoje 56 casos positivos de covid-19, dois dos quais em membros da missão de paz, e cinco mortos.

Segundo Mahamat Saleh Annadif, a MINUSMA criou bases temporárias "em redor de localidades sensíveis" e de risco de segurança, no centro do país e dá apoio logístico às operações da Força Conjunta do G5 Sahel, constituída pelas forças armadas nacionais dos países da sub-região africana e da França.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Football news:

The salary cap is a post-virus goal of UEFA and the Bundesliga boss. Here's how the limit works in MLS, Rugby and China
Kevin-Prince Boateng on playing in MLS: I will be Mohammad Ali, leading the people
Messi may not play with Mallorca due to adductor muscle discomfort
Alexey Miranchuk can move to Fiorentina (Betting Insider)
Henri on racism: Why is this still happening in 2020? We demand changes
The defender from Burkina Faso is the new star of the Bundesliga. With him, Bayer won 11 matches out of 13
Giroud about the quarantine: I am a modern father. I like to change Junior's diapers