logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Portugal

PAIGC pede a Supremo que obrigue CNE a respeitar a lei

Guiné-Bissau/Eleições

PAIGC pede a Supremo que obrigue CNE a respeitar a lei

O Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) pediu hoje ao Supremo Tribunal de Justiça para obrigar a Comissão Nacional de Eleições guineense a respeitar a lei e a sua decisão.

A Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau divulgou hoje os resultados definitivos da segunda volta das presidenciais, enquanto decorre no Supremo Tribunal de Justiça um recurso de contencioso eleitoral apresentado PAIGC, do candidato Domingos Simões Pereira, a contestar os resultados e a pedir uma recontagem dos votos.

"Em face deste comportamento irresponsável vindo uma vez mais da parte da Comissão Nacional de Eleições e na defesa e em nome da verdade eleitoral, o PAIGC viu-se forçado a interpelar o Supremo Tribunal de Justiça para que este venha como lhe compete, clarificar e decidir em definitivo sobre o atual contencioso eleitoral, obrigando a CNE a respeitar a sua decisão e a lei, ou seja, o Acórdão e a Lei Eleitoral", refere a candidatura de Domingos Simões Pereira, em comunicado à imprensa.

Themes
ICO