O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu esta quinta-feira que a Internet pode destruir a sociedade a partir do seu interior caso não seja regida por valores e leis da moral.

A ‘internet’ já penetrou em todas as esferas da nossa vida e em definitivo deve submeter-se não apenas às leis, às normas jurídicas formais, mas também às leis morais da sociedade em que vivemos. Caso contrário, esta sociedade será destruída a partir de dentro”, afirmou o líder do Kremlin.

Putin fez estas observações no decurso de uma reunião com membros da organização de voluntariado My Vmeste (Estamos Juntos), transmitida pela cadeia televisiva estatal Rossia-24.

Lamentavelmente registamos não apenas apelos vindos da rua para atividades não autorizadas (…). Na ‘internet’ encontramos pornografia e prostituição infantil, com tráfico de drogas, e dirigidos ao público infantil e aos adolescentes”, disse.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O chefe de Estado russo denunciou “os que ocupam a rua para cometer ilegalidades e lutar com a polícia, para depois se esconderem por detrás das crianças”.

Acrescentou ainda, citado pela agência noticiosa Efe, que os menores podem ser utilizados na Internet como instrumentos para obter lucro, “inclusive, por estranho que pareça, quando incitam crianças e adolescentes ao suicídio”. Putin designou de “monstros” os incitadores ao suicídio, e referiu que quando são detidos pela polícia “não dá pena vê-los a serem presos como a um bicho”.