Portugal

Se tudo correr bem ao Real Madrid, quinta-feira há campeão

Vencendo o Villarreal em casa, na próxima quinta-feira, o Real Madrid terminará essa noite a festejar o 34.º campeonato da sua história. Isto só é possível porque a equipa venceu o Granada, nesta segunda-feira, por 1-2, em jogo da ronda 36 da Liga espanhola.

Este resultado significa que a equipa de Madrid recoloca em quatro pontos a vantagem para o Barcelona e que, mantendo essa diferença na próxima jornada – a penúltima –, será campeã.

Nos mais de 30 graus de Granada, no Sul de Espanha, o Real começou o jogo sem conseguir impor-se, mas, logo aos 10’, mostrou que é uma das equipas mais letais do mundo quando o adversário se descompensa.

Mendy recebeu a bola na esquerda e, sem superioridade numérica, o Granada não saiu na pressão. O francês andou e, sem pressão, colocou a “quarta velocidade”. Passou por entre dois adversários e rematou muito forte, sem ângulo. E sem hipótese para o guarda-redes português Rui Silva.

Muito por culpa de Sergio Ramos, este foi o 16.º golo de um defesa do Real Madrid no campeonato – uma diferença tremenda para todas as outras equipas (quem mais se aproxima é o Betis, com nove).

Noutra estatística curiosa, o francês foi o 21.º jogador do Real a marcar no campeonato. É um recorde na Liga espanhola e apenas Areola, Brahim, Militão, Odriozola e Courtois jogaram pelo Real sem marcarem um golo.

A equipa de Zidane cresceu com o golo e começou a controlar uma primeira parte que dominou em toda a linha – só em posse de bola foi mais de 70%.

E, para que ninguém se esquecesse, não demorou a provar, novamente, que aproveita de forma letal as transições.

Com o Granada desposicionado, Modric conduziu, Isco “inventou” e devolveu com classe, Modric soltou para Benzema e o quinto melhor marcador da história do clube repetiu o que já fez vezes sem conta na carreira: receber na esquerda, ajeitar para o centro e rematar para o poste mais distante. E o francês, que já só está a três golos de Messi na luta pelo “pichichi”, ainda desperdiçou uma oportunidade de dar um confortável 3-0.

Ao intervalo, o treinador do Granada mexeu na equipa e, cinco minutos depois, o venezuelano Machis finalizou bem… um contra-ataque – que não é, afinal, uma especialidade limitada ao Real Madrid. Sem ser avassalador, o Granada (com Rui Silva, Domingos Duarte e Gil Dias) superiorizou-se na segunda parte e poderia mesmo ter empatado já perto dos 90’. O Real sofreu, mas tem o título na mão

Football news:

Casillas announced his retirement
De Gea has found a double-the coach of Scottish Ross County. In his team, 19% of the players are called Ross – even all the goalkeepers
Ancelotti on the recipe for winning the Champions League: unconsciousness of actions, luck and courage
Werder searches for talent using machine learning and predicts injuries from DNA
Langle about the match with Napoli: We have a very small advantage
Elvin Kerimov: in 2012, Utkin calls: I Read your text on Showsport, since September 1, you are fired
Willian is impressed with Arteta's desire to sign him to Arsenal, but has not yet decided where he will go