Ainda nem uma hora tinha passado depois do apito final no jogo entre a Sérvia e Portugal e Cristiano Ronaldo já tinha recorrido às redes sociais para justificar a atitude que teve nos descontos da partida: quando abandonou o campo antes do fim do encontro, em protesto com o golo anulado, e atirou a braçadeira ao chão. 

“Ser capitão da Seleção de Portugal é um dos maiores orgulhos e privilégios da minha vida. Dou e darei sempre tudo pelo meu país, isso não vai mudar nunca. Mas há momentos difíceis de lidar, principalmente quando sentimos que está uma nação inteira a ser prejudicada. Levantar a cabeça e encarar já o próximo desafio! Força, Portugal!, escreveu o avançado da Juventus.

De recordar que, na conferência de imprensa de rescaldo da partida, Fernando Santos garantiu não ter visto a reação de Cristiano Ronaldo e não fez qualquer referência ao momento, indicando apenas que se tratava de “frustração total”.

Ronaldo teve golo anulado nos descontos, saiu antes do apito final e atirou a braçadeira ao chão. Árbitro pediu desculpa a Fernando Santos