Portugal

Tribunal dá pistas para resolver problema do IVA das consultas de nutrição nos ginásios

O Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) tomou uma decisão nesta quinta-feira que poderá ajudar a resolver alguns dos litígios que têm surgido nos últimos anos entre o fisco português e alguns ginásios sobre a aplicação das regras do IVA quando os clientes dos ginásios pagam mensalidades que incluem não apenas os serviços de fitness, mas também consultas de nutricionismo.

À luz da directiva do IVA, o tribunal entende que se o acompanhamento nutricional não se destina ao tratamento de uma doença, não pode ser considerado como terapêutico e, por isso, a prestação desse serviço está sujeita ao imposto sobre o valor acrescentado.

Alguns ginásios têm aplicado a isenção de IVA à prestação do acompanhamento nutricional e, com a interpretação contrária dada pelo tribunal europeu, o fisco ganha um argumento para usar em futuras inspecções ou em processos em tribunal.

Em Portugal está a correr no Centro de Arbitragem Administrativa (Caad) um processo que opõe a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) e uma empresa dona de um ginásio em Espinho (a Frenetikexito). E foi no âmbito desse caso que o TJUE foi chamado a pronunciar-se sobre o assunto.

Como os tribunais nacionais podem fazer pedidos ao tribunal europeu para que os juízes do TJUE emitam uma “decisão prejudicial”, isto é, para que dêem a sua interpretação do direito europeu relacionada com o assunto em causa, o tribunal arbitral português pediu que os juízes avaliassem uma questão concreta.

Embora a sua decisão não resolva o litígio concreto, o que dizem é relevante e tem de ser tido em conta tanto pelos árbitros deste processo como pelos outros órgãos jurisdicionais que se confrontarem com um problema idêntico.

Facturação separada

Para entender o acórdão é preciso conhecer alguns pormenores do processo da empresa de Espinho.

O caso remonta à actividade da sociedade em 2014 e 2015. O fisco realizou uma inspecção ao ginásio e verificou que a empresa, como outras no sector, estava a isentar de IVA as prestações do acompanhamento nutricional feito um dia por semana por uma nutricionista certificada que a Frenetikexito contratara.

Ao emitir as facturas aos clientes, a empresa discriminava os valores referentes à actividade desportiva (com IVA a 23%) e ao serviço de acompanhamento nutricional, sendo que, no caso deste último, aplicava a isenção prevista no código do IVA para as prestações médicas.

No entanto, como refere o acórdão do TJUE, o fisco “constatou que, em relação aos exercícios fiscais relativos aos anos de 2014 e 2015”, os clientes tinham pagado “o serviço de acompanhamento nutricional ainda que dele não tivessem usufruído”. E daí concluiu que essa parte do serviço “revestia um carácter acessório em relação” à prestação do serviço desportivo.

Quando há uma prestação que é considerada acessória à principal, o tratamento fiscal dado a essa secundária deve ser idêntico ao da principal (no fundo, as duas são vistas como uma prestação única) e, assim sendo, a administração fiscal considerou que se aplicava IVA a todo o conjunto.

O tribunal português pedira ao TJUE que avaliasse se estavam em causa prestações independentes ou uma prestação única. E, ao contrário do que o fisco decidiu neste caso, o Tribunal de Justiça entende que a directiva do IVA deve ser interpretada no sentido de que “um serviço de acompanhamento nutricional prestado por um profissional certificado e habilitado em instituições desportivas”, incluindo nos planos de fitness e nutrição, “constitui uma prestação de serviços distinta e independente”.

Mas, simultaneamente, ao contrário do que a empresa entendera, também considera que a directiva do IVA deve ser interpretada no sentido de que o serviço de nutrição no ginásio “não é susceptível de ser abrangida pela isenção” do imposto.

Agora caberá ao tribunal arbitral verificar o que se passou neste caso concreto e aplicar estes princípios.

O facto de o TJUE entender que a isenção não se aplica às consultas de nutrição nos ginásios poderá ajudar o fisco nas inspecções que realizar junto das empresas.

Se, por um lado, diz o Tribunal de Justiça, “é pacífico que um serviço de acompanhamento nutricional prestado no âmbito de uma instituição desportiva pode, a médio e a longo prazo ou considerado em termos amplos, ser um instrumento de prevenção de certas doenças, como a obesidade”, por outro, não é por apresentar uma finalidade sanitária – como a actividade desportiva — que tem “necessariamente” uma finalidade terapêutica.

E “na falta de indicação de que [o acompanhamento] é prestado para fins de prevenção, diagnóstico, tratamento de uma doença e regeneração da saúde, e, portanto, com uma finalidade terapêutica”, uma consulta nos ginásios não cumpre “o critério da actividade de interesse geral comum a todas as isenções” — por isso, “está, em princípio, sujeito a IVA”.

Questionado pelo PÚBLICO sobre o acórdão desta quinta-feira, o Ministério das Finanças afirma que veio confirmar que “o mero acesso a consultas de nutricionismo, no âmbito da frequência de um ginásio ou de um estabelecimento desportivo congénere prossegue essencialmente finalidades ligadas ao bem-estar físico, à estética ou ao bom desempenho desportivo” e, “como já decorria da jurisprudência anterior do TJUE, essas finalidades estão à margem dos objectivos puramente terapêuticos e dirigidos a situações patológicas concretas, que as isenções do IVA concedidas a actividades médicas e paramédicas exclusivamente prosseguem”.

Football news:

Michel Salgado: Ronaldo is the greatest player. This fat guy was better than Messi and Ronaldinho
Neymar on Bayern's possession: You can flirt with a girl all night, but another guy will come and conquer her in five minutes
Tuchel insulted the coach of Porto Conceicau after the Champions League match
The main myth about Holand's father: Roy Keane ended his career by flying into his knee. This is not true, although many things have come together
Juve decided to sell Rabiot and Ramsey. The club wants to sign Chalhanoglu and Locatelli
Neymar on the celebration before Kimmich: I didn't try to provoke him. It's fate. He said that Bayern are already in the semifinals
Neymar, Mbappe and Paredes are PSG's most important players against Bayern Munich. Pochettino took into account the mistakes of the first match