Paraguay

Índia tem novo recorde de mortes por Covid e supera 250 mil óbitos

País também chegou ao 21º dia consecutivo com mais de 300 mil novos casos confirmados. Pandemia agora se espalha pelo vasto interior rural da Índia, que concentra 2/3 da população.
Por G1

A Índia registrou um novo recorde diário de mortes por Covid-19 nesta quarta-feira (12) e superou a marca de 250 mil vítimas do novo coronavírus desde o início da pandemia.

Foram 4.205 óbitos nas últimas 24 horas, o que eleva o total de vítimas para 254 mil, e mais 348.421 novos casos, fazendo o número de infectados passar de 23,3 milhões, segundo o governo indiano.

É o 21º dia consecutivo com mais de 300 mil novos casos.

Mas, apesar dos números astronômicos, há fortes indícios de subnotificação — sobretudo de mortes. Especialistas acreditam que os números reais podem ser de cinco a dez vezes maiores.

O segundo país mais populoso do mundo, com mais de 1,3 bilhão de habitantes, sofre há mais de um mês com hospitais abarrotados e crematórios que não conseguem atender ao volume de corpos.

Para piorar, a pandemia agora se espalha pelo vasto interior rural da Índia, que concentra dois terços da população, e há uma crescente preocupação mundial com uma nova variante (veja no vídeo abaixo).

OMS classifica variante de Covid B.1.617, que circula na Índia, como uma variante de preocupação global

OMS classifica variante de Covid B.1.617, que circula na Índia, como uma variante de preocupação global

Covid avança pelo interior

A pandemia parece estar atingindo um platô nas grandes cidades, mas ainda faltam leitos, oxigênio e remédios nos hospitais, que não conseguem atender à demanda de pacientes.

Pessoas morrem em casa ou dentro de ambulâncias, à espera de atendimento médico, e familiares são obrigados a pagar pelos suprimentos médicos e até pela lenha usada nos crematórios.

Na segunda-feira (10), dezenas corpos foram encontrados no Rio Ganges, perto da fronteira entre os estados de Bihar e Uttar Pradesh, dois dos mais pobres do país.

Moradores acreditam que eles foram jogados no rio porque crematórios estão lotados e muitos parentes não têm dinheiro para pagar pela madeira das piras funerárias.

Familiar coloca um sari, vestimenta tradicional indiana usada por mulheres, na pira de uma vítima da Covid-19 em um crematório aberto nos arredores de Bengaluru, no estado de Karnataka, na Índia, em 12 de maio de 2021 — Foto: Aijaz Rahi/AP

Familiar coloca um sari, vestimenta tradicional indiana usada por mulheres, na pira de uma vítima da Covid-19 em um crematório aberto nos arredores de Bengaluru, no estado de Karnataka, na Índia, em 12 de maio de 2021 — Foto: Aijaz Rahi/AP

Football news:

Smertin recalls Euro 2004: he almost fought in the joints, defended against the young Cristiano and understood the excitement of the Bridge
Gareth Southgate: We shouldn't be football snobs. In matches with top teams, diversity is important
Leonid Slutsky: I am still sure that the Finnish national team is the outsider of our group. They were very lucky against Denmark
I'm not a racist! Arnautovic apologized for insulting the players of the national team of North Macedonia
Gary Lineker: Mbappe is a world-class star, he will replace Ronaldo, but not Messi. Leo does things that others are not capable of
The Spanish fan has been going to the matches of the national team since 1979. He came to the Euro with the famous drum (he could have lost it during the lockdown)
Ronaldo removed the sponsored Coca-Cola at a press conference. Cristiano is strongly against sugar - does not even advertise it