logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Angola

Angola em Genebra para a COP18

Uma delegação multisectorial chefiada pela ministra do Ambiente, Paula Francisco, seguiu quinta-feira, à Genebra, Suíça, para participar na 18ª Conferência das Partes sobre Comércio Internacional de Espécies da flora e da fauna ameaçadas de Extinção em Perigo de Extinção (COP18).

Angola participa neste encontro, que reúne representantes de diversos países membros da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção – CITES, numa altura em que continua a efectuar o levantamento das suas espécies em via de extinção.

Com este trabalho, que envolve parceiros internacionais, Angola prevê elaborar uma lista completa das espécies protegidas do País, de acordo com a ponto focal da CITES em Angola, Albertina Nzunzi.

“As comunidades estão cada vez mais conscientes com relação a necessidade da conservação das espécies em vias de extinção”, afirmou a fonte em declarações à Angop.

Nesta conferência mundial, a decorrer de 16 a 28 do mês em curso, Angola faz-se representar por quadros seniores dos ministérios do Ambiente, da Agricultura e Floresta, das Pescas e do Mar, do Serviço de Investigação Criminal (SIC), docentes universitários, entre outros representantes.

Organizado pelo Secretariado da CITES e as Nações Unidas, a COP18 vai decorrer no Centro de Exposições Palexpo, em Genebra, onde os comités ligados às plantas e animais vão discutir as principais questões em torno das espécies em extinção.

De acordo com o programa, a COP18 vai discutir 107 questões e 57 propostas de emendas em torno da protecção da vida selvagem.

A visão estratégica da CITES pós 2020 (2021-2030), a revisão da Convenção, a implementação segura e efectiva das espécies listadas nos Anexos I e II deste acordo, o combate aos crimes cibernético da vida selvagem, são entre outros documentos a serem discutidos.

Lembrar que, Angola é membro da CITES desde 2007 e em 2013, foram definidas politicas, programas e acções para a protecção da vida selvagem nacional e fronteiriça.

A COP – Conferências das Partes é o corpo combinado de países membros da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção – CITES.

Este organismo do sistema das Nações Unidas reúne-se de três em três anos.

O acordo CITES foi redigido em resultado de uma resolução adotada em 1963 no seio da União Mundial para a Conservação da Natureza (World Conservation Union ou IUCN).

O acordo prevê vários níveis de protecção e abrange, actualmente, cerca de 30 000 espécies da fauna e flora selvagens.

All rights and copyright belongs to author:
Themes
ICO