logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Angola

Grupo empresarial Geocuba quer dinamizar sector tecnológico

13 Fevereiro de 2020 | 13h35 - Actualizado em 13 Fevereiro de 2020 | 13h35

Grupo empresarial Geocuba quer dinamizar sector tecnológico

Luanda - O grupo empresarial Geocuba pretende dinamizar o sector técnico e tecnológico, nas áreas da agricultura, topografia formação de quadros, de modo a facilitar no desenvolvimento da economia de Angola.

O anúncio foi feito hoje pelo director de negócios do referido grupo, José Rodriguez, por ocasião da apresentação do seu programa de negócios no país, tendo frisado que tal iniciativa está alinhada com as políticas de Cuba e do Governo angolano, com base em benefícios mútuos.

O também director de negócios da ANTEX- Agência de Cooperação Cubana avançou que têm potencial tecnológico de posicionamento global e levantamento topográfico de última geração, o que contribuirá para o desenvolvimento tecnológico e económico de Angola.

 “Neste sentido, estão abertas as parcerias com as empresas dos dois países”, manifestou José Rodrigues, apontando como áreas de investimento a biotecnologia, entre outros.

Sendo Cuba um país firmado a nível internacional e devido ao seu potencial tecnológico, o empresariado cubano está disposto de forma continua cooperar no formação de quadros e no manuseio das tecnologias para Angola, tendo em conta a nova dinâmica que se impõe.

Frisou que o grupo empresarial tem produtos e serviços que garantem vantagens competitivas, na medida em que a produção responde a padrões de qualidade internacional e a inovação tecnológica, o que vai acrescentar valor ao desenvolvimento tecnológico local.

Geocuba é um grupo empresarial integrado por 12 empresas, cinco entidades de ciência e inovações tecnológicas acreditadas e uma divisão de desenvolvimento de aplicações geoinformática, 38 doutores em ciências técnicas e 275 master.

Themes
ICO