logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo logo
star Bookmark: Tag Tag Tag Tag Tag
Angola

Manuel Augusto admite fraqueza nas relações com Namíbia

O governante, que falava na abertura da V Comissão Mista bilateral de Cooperação entre Namíbia e Angola, defendeu, por conseguinte, a "difícil" missão de preencher esta lacuna.

"A maioria dos acordos e memorandos de entendimento rubricados entre os nossos países continuam por implementar ao longo dos anos, por isso a nossa tarefa será rever e determinar aqueles acordos que tenham sido ultrapassados ", sustentou.

Manuel Augusto disse que os excelentes momentos políticos que as relações entre os dois Estados têm vindo a registar nos últimos anos sob a influência dos respectivos presidentes, não têm sido acompanhados por um desenvolvimento visível na sua cooperação.

Por este facto, considerou que a cooperação económica vai exigir maior pragmatismo e a definição de medidas concretas para resolver estas anomalias, aproveitando o potencial existente para a cooperação nos mais diversos domínios.

O governante afirmou que a prossecução destes objectivos passa pela seriedade e acutilância do processo.

A reunião, que termina ainda hoje, vai produzir um Protocolo de Cooperação, a ser assinado pelo ministro Manuel Augusto e a sua homóloga namibiana, Honourable Netumbo Nandi-Ndaitwah.

A última Sessão da Comissão Mista Angola/Namíbia realizou-se em 2014, em Luanda.

All rights and copyright belongs to author:
Themes
ICO